Menu

Nenê de Vila Matilde canta “A Epopeia de Uma Deusa Africana”

07 AGO 2017
07 de Agosto de 2017

Não é à toa que a comunidade matildense lotou a quadra da Escola de Samba Nenê de Vila Matilde até o fim da madrugada de sábado para domingo dia 06 de agosto. Afinal a escolha do samba enredo incendeia os rumos da escola para o Carnaval 2018 em São Paulo pelo Grupo de Acesso.

Para vencer o grande desafio de retornar ao Grupo Especial, a Águia Guerreira da Vila, vai contar o enredo “A Epopeia de uma Deusa Africana”, que leva a assinatura do carnavalesco Lucas Pinto (campeão pela X-9 em 2017 no grupo de acesso).

O samba vencedor de autoria dos compositores: Kaskas, Silas Augusto, Vitão, Zé Paulo, Léo do Cavaco e Luis Jorge foi muito bem recebido pela comunidade. “E com certeza a medida que os ensaios na quadra forem acontecendo, deve inflamar ainda mais o povo matildense”, acredita a sambista da Embaixada do Samba de São Paulo Duda Mesquita.

Duda que também compõe a ala da Velha Guarda da Escola, vê com grandes possibidades da Azul e Branco voltar a desfilar no Grupo Especial em 2019. “Acho que o castigo de cair para o Grupo de Acesso serviu de lição para escola. Para enfrentar esse grande desafio do retorno ao grupo de elite, a Nenê já conta com a volta de muitos sambistas de tradição da comunidade matildense que estavam afastados da escola. O retorno desse pessoal se deve ao bom diálogo que o presidente Mantega e sua diretoria teve com essa turma, para que juntos e unidos a gente possa levar a Vila Matilde a disputar os títulos de Campeã do Carnaval como antigamente”, ressaltou a sambista.      

Na Vila Matilde, a competição eliminatória teve início em 22 de julho, tendo sua fase semifinal na última semana, classificando o trio finalista que protagonizou a decisão deste domingo. A Nenê de Vila Matilde será a 3ª. Escola de Samba a desfilar na noite de domingo de Carnaval (11 de fevereiro de 2018) no Sambódromo do Anhembi pelo Grupo de Acesso.

Valdir Sena – Jornalista, Radialista e Cronista Carnavalesco.   

Foto: Nelson Gariba

Voltar